36975152_2322819977744364_2677929658292371456_n.jpg

Os estudantes da 2ª edição do Mestrado Integrado em Medicina (MIM) iniciaram os estágios com práticas de diagnóstico molecular de patologias tropicais e práticas de anatomia na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de La Laguna, no âmbito da 3ª edição do Campus África. Com a implementação desta iniciativa, é possível capacitar aqueles que serão os futuros médicos e pesquisadores no continente africano, com o objetivo de treiná-los na identificação desse tipo de patologias.

No total são 22 estudantes, que irão analisar as práticas que estão a ser realizadas na área de Anatomia Humana da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de La Laguna, através da colaboração direta do diretor, Professor Agustín Lorenzo Castañeyra. O Instituto Universitário de Doenças Tropicais e Saúde Pública das Ilhas Canárias (IUETSPC) também será outro dos centros de formação para este grupo, onde irão ser abordadas as doenças tropicais na perspetiva da farmacologia.

Isto consolida um dos principais pilares deste Campus ÁFRICA, empenhado na formação direta de estudantes africanos. Uma iniciativa que conta com o total apoio da Universidade de Cabo Verde e da sua Reitora, Professora Judite Medina do Nascimento, que acompanha os estudantes e será também oradora num dos blocos do programa do fórum, no qual abordará o papel das mulheres no desenvolvimento africano.

36974498_2322819844411044_404954070994911232_n.jpg